NOTÍCIAS

Poetisas acadêmicas prestam homenagem aos índios

As cordelistas Anne Karollynne (acima) e Cristine Nobre Leite (foto da direita), da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, juntamente com Zé Dantas e Rubenio Marcelo, escreveram cordel com mote “Pulsa a história da nação/no meu sangue indigenado”. O trabalho reforça a importância da cultura indígena no Brasil e deverá ser utilizado em escolas, com capa de Anne Karollynne e edição online, cujo formato físico deverá ser lançado em breve.

O grupo trabalhou virtualmente, onde cada um foi criando quatro estrofes em sequencia. A intenção, segundo Zé Dantas, foi “ressaltar a cultura indígena cujo sangue corre nas veias de todos nós e é um povo que está perdendo direitos”.

Cristine Nobre e Anne Karollynne são duas das mais atuantes cordelistas da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, que ainda conta com a força do repente de Soledade Violeira e o trabalho de pesquisadoras como Beth Baltar, Anecy Venâncio, Claudete Gomes, Zorah Lira, Piedade e Jandira Lucena, entre outras mulheres do cordel.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar